quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Fazeres sensíveis

Cartografia ecologista dos pássaros

A cartografía dos pássaros é um dispositivo de cartas (frente/verso) remetem a invenção de relações ecoestéticas que são dadas por elementos e a imagem dos pássaros. Os complementos que são os alimentos dos pássaros. O dispositivo permite uma apropriação subjetiva ou da imagem, ou do som, ou de alguma música já conhecida, uma lembrança, uma fábula, uma história. Tem várias possibilidades e agrega oito elementos e seus respectivos estados de mudança com os pássaros combinados a eles: ÁGUA/MAR em movimento de onda, cachoeira, correnteza, redemoinho; em Repouso bem representada como ÁGUA/LAGO, antes da e evaporação, concentração energética; TERRA/ATERRADA berço das sementes, alimento, movimento, comunicabilidade); TERRA/MONTANHA tectonia, o que conferi o relevo da Terra, para fora do centro, movimento de elevar; ATMOSFERA/CÉU Ar disponibilizado, atmosfera que a tudo perpassa, perspectiva, entendimento, abrangência, criação VENTO/TURBULÊNCIA ar em movimento, o que traz mudança, tira tudo do lugar. FOGO/CONTIDO fogueira, aquecimento, cozimento, reunião, grupalidade, rito da comensalidade ou de passagem), TROVÃO/FOGO ATIVADO movimento que ateia, chacoalha, estrondo, rumorejo, o insight, a intuição). São 57 espécies aladas e 23 completos; os alimentos dos alados em uma cadeia poética de em um total de 80 cartas.

IMERSÃO SENSÌVEL

Ao longo dos últimos dez anos venho realizando inúmeras Práticas em Grupos de Estudo de cursos de Pós Graduação, Grupos de Permeacultura e Grupos independentes solidários com a ideia desses dispositivos de sensibilização de escuta para mergulho em um ouvir ativo.
a escuta de si...
Um dos pilares dessas práticas é promover uma imersão sensível dentro de uma cronopolítica, desacelerar e envolver-se em um estado onde/quando a sensibilidade pode ser aflorada em cada participante. A cronopolítica indica necessidade de tempo nesse tipo de atividade : translativo (anual); rotativo (cotidiano) e cósmico (vários anos).
a escuta do outro...
Como base na pedagogía FreireAna (Paulo Freire e Nita Freire) a escuta do outro em seu contexto envolve contação de histórias,  recitação de poemas, canções para a avaliação e reconhecimento das diferenças culturais. Acolher, aninhar (construir ninhos, pontes, canções, mantras, conexões sensíveis).
a escuta em silêncio
Outro tipo de dispositivo é estar no campo sensível e nele adentrar a partir da atitude de total silenciamento, para escuta ou ouvir ativo. Algo deve acontecer antes de aprendermos a meditar para estender o corpo de escuta.
passeios, trilhas, deslocamentos de escuta
Outro modo de ampliar a escuta são os passeios, trilhas e deslocamentos em total silêncio. Este dispositivo é a base da pesquisa de ambiência sonora, paisagem sonora. Foram muitos anos dedicada a este momento de escuta silenciosa, registros sonoros, ou contemplativos. Exigem algum tipo de deslocamento, combinado com outros modos e atividades ou não.

                                                                  Cursos
Realiza cursos que envolvem formação de educadores ambientais com propostas de tempo maior. De um mês Há um ano, com várias semanas de mergulho, envolvendo a formação de um grupo de campo para o desenvolvimento das práticas sensíveis com apitos de pássaro e construção de instrumentos musicais, e outras atividades envolvendo a escrita ,a música, o desenho, jogos que desemboquem em um projeto ambiental com um fim determinado que necessite de um grupo ativo. Indicado para grupos de estudo de associações, institutos, casa de cultura, etc.

...neste mergulho cartográfico inventa-se, um outro modo de narrar, compor e inventar que nomeio ecoestética, para margeando os conceitos de ética/estética; mas agregando como um sistema binário multiplicador, proliferador de possibilidades. Os pássaros aqui falam, eles mesmos contam sua história. A ecoestética compõem com eco de reverberar, e de considerar a eco como ética, sobretudo o próprio pressuposto relacional que nela está implícita com um mundo de relações, portanto ato político, de como/quando/onde se relacionar. Estética uma palavra-asa que vibra nas experimentações e práticas pedagógicas, ou estéticas, ou ainda artivista que gosto de compreender como sensíveis, que trabalham o campo sensível, política em gesto de
educar e proliferam perguntas,
curiosidades e tudo que se pode 
aprender/compartilhar nos espaços de vida e convivência.

http://geofonia.blogspot
http://lattes.cnpq.br/5155964148633046 
http://paisagensonoras-blog.tumblr.com
martacatunda@gmail.com
Mini Currículo
Educadora, compositora e musicista, doutora em Educação na Linha de Cotidiano Escolar dentro Perspectiva Ecologista da educação desenvolveu ao longo de 32 anos uma pesquisa sobre as sonoridades ambientais e estudos de ecologia sonora, na Amazônia, Pantanal e em matas de encosta e veredas da Chapada dos Guimarães e em diversos ambientes. Essa pesquisa inclui um mergulho sensível na escuta e para tanto desenvolve práticas e dispositivos de sensibilização.
Marta Catunda

sábado, 21 de setembro de 2019

GRETA A VOZ DE GAIA

Era uma vez uma garota que se levantou diante da insanidade dos "ditos" governantes que se supõem donos do planeta. A despeito do flagelo climático que nos confronta estes propõem medidas ridículas, diante dos clamores da ciência e de todos os alertas. Parem as emissões AGORA soa sua voz adulta diante dessas patéticas personalidades infantilizadas!!!! Se os Adultos não conseguem deter a escalada da destruição chegou a hora de dar um BASTA!Aqui no Brasil Nero coloca fogo na Amazônia enquanto o fundamentalismo evangélico incendeia o bom senso...mas no resto do planeta não é muito diferente. Temos energia limpa e porque se demora tanto a mudar a matriz energética do planeta? A energia limpa pode reorganizar o planeta em outras bases ambientais e sociais! Este é o pavor dos insanos enquanto gritam mais a direita ou mais à esquerda, Greta toma o CENTRO. Ela não é só uma menina ela carrega nas mãos um PLANETA. Greta é a voz de GAIA!
https://exame.abril.com.br/mundo/quem-e-greta-thunberg-pequena-indomavel-do-clima-indicada-a-nobel-da-paz/?fbclid=IwAR1XU9U4zsXggNABvuSAFvJ9a6Pr5bYgISf-PbCVzblDIEG5EPqGqrZrmK0

segunda-feira, 29 de julho de 2019